Idoso Incapaz de cuidar do próprio bem

Idoso Incapaz de cuidar do próprio bem

InternetMelhorIdade. Idosos

ALGUNS DOS IDOSOS TÊM SUA CASA PRÓPRIA, MAS COM A IDADE NÃO TÊM CONDIÇÕES FÍSICAS E FINANCEIRAS DE DAR MANUTENÇÃO AO PRÓPRIO BEM.

Esta manutenção se refere a:
a)Pagamentos de impostos como IPTU
b) Cuidados de Higiene do ambiente, como faxinas, retirada de lixo etc
c) Preparo de suas refeições passando a se alimentar de bolachas ou alimentos semi-prontos.
d) Porque o velho está lá sozinho, ele não tem mobilidade, não tem forças, não tem fôlego. É uma situação lastimável e de difícil solução.

E onde está a família?

Muitas vezes a família está distante. Os filhos se casaram, mudaram para outras cidades e nem tem conhecimento do estado em que se encontram seus velhos.

Como eu disse no artigo anterior, nem sempre os filhos são verdadeiramente culpados, porque eles próprios mal conseguem manter-se a si mesmos ou a família que plantou neste mundo.

Para muitos filhos falta emprego, estabilidade,  pé no chão e formação profissional; estes fatos reais e de difícil solução prolongam e arrastam as dificuldades de uma família.

Muitos filhos casam-se, vão para o exterior ou outra cidade e nunca mais voltam para visitar seus velhos e ficam de lá imaginando que tudo está bem e até remoendo rancores de acontecimentos na infância ou no lar.

Mas na pior das hipóteses, os filhos e os parentes próximos, o que mais querem é não tomar conhecimento da situação do velho para não ter obrigação de amparar.

Não saber de nada os exime de responsabilidades. Melhor desconhecer os fatos do que assumir os fatos.

Alguns filhos e netos têm vergonha de seus idosos porque muitos deles são pessoas simples demais, analfabetas e de pouco conhecimento sobre o que acontece na vida moderna.

Existem também os filhos que cuidam de seus velhos, pais idosos, parentes etc com contribuição financeira e a partir de então acham que já fizeram tudo.

Mas nem sempre só a contribuição financeira soluciona todos os problemas do Idoso, porque ele muitas vezes precisa de cuidados pessoais, tem dificuldades para ir às compras e também para administrar o que recebe de sua aposentadoria sem ajuda dos parentes e filhos.

 

É neste ponto que surgem os APROVEITADORES.

Empregadas inescrupulosas, cuidadoras as quais o que mais querem é fazer de conta que cuidam para tirar do velho os seus recursos financeiros e dar de retorno quase nada.

E quando a família descobre muitas vezes é tarde demais, pois o idoso não sabe nem o nome correto da pessoa que esteve ali a cuidar dele. Entregou cartões, senhas de bancos e as tais cuidadoras dão no pé e nunca mais aparecem.

 

MUITAS PESSOAS COMPARAM A CHEGADA À VELHICE COM A INFÂNCIA – o velho se torna criança de novo

É uma ideia errônea. O velho não se torna criança de novo. O velho é muito mais difícil de ser controlado e cuidado que a criança.

Uma criança se coloca no colo e faz dormir com cantigas de ninar. O velho que não dorme bem e deambula é difícil levar para a cama e não se pode colocar no colo.

Aquele velho que não dorme e está em cadeira de rodas ou em leito permanente, ou precisa ser sedado com riscos de morte por parada respiratória, ou tem que controlar com ternura e muito amor.

E é este carinho genuino que geralmente falta às cuidadoras que só trabalham a troco do dinheiro e não por amor e respeito ao ser humano.

Não quero dizer que não existam cuidadoras que o fazem por amor à profissão e porque gostam de dar amor e entregar serviço.

Mas, hoje, maior parte das pessoas só trabalham pelo interesse material. Não tem um pagamento que valha a pena, dane-se o velho, família etc.

Uma criança faz xixi e cocô na fralda, mas toda mãe amorosa cuida disso sorrindo e brincando. O velho que tem incontinência cheira mal e ninguém se sente confortável para cuidar dele.

E se a criança ri feliz ao ser trocada as suas fraldas, o velho se sente humilhado, envergonhado, agoniado por expor sua intimidade para estranhos ou mesmo que seja para filhos e filhas.

Uma criança está em desenvolvimento. Hoje ela não sabe comer sozinha e você coloca-lhe os alimentos na boca, mas o velho está em involução, ele não vai reaprender a comer sozinho, nem ter condições de se autocuidar.

Maioria dos idosos não tem mais condições de se alimentar sozinho, muitas vezes tem também dificuldades de engolir e precisa de cuidados especiais para não engasgar.

Uma criança não sabe andar, mas você coloca no carrinho, pega no colo, por mais pesada que seja, ela ainda é portável. Os velhos são pesados, desajeitados e cheios de dores.

O sedentarismo de anos transformou o idoso num corpo pesado e você não pode levantá-lo com os braços e colocar numa cadeira de rodas é uma manobra que exige força e técnica.

mothergranny-1270132-m (1)velha mae
Grande e velha mãe de família.

E O VELHO QUE ESTÁ ABANDONADO PELA FAMÍLIA, MAS TEM UMA APOSENTADORIA É RECOLHIDO EM CASAS DE REPOUSO, CHAMADAS ASILOS

E nestas casas, maioria deles fica em ambientes insalubres, úmidos, frios, mal cheirosos.

Muitos deles recebem uma alimentação deficiente e pouco nutritiva. Perdem peso, músculos, densidade óssea por falta de cálcio e sol e principalmente perdem vitalidade.

Muitos deles perdem a razão, se tornam alucinados, agressivos, dementes não porque estão com Alzheimer, mas sim pela dor e sofrimento do corpo e da alma.

Os médicos estão esquecendo que a dor e o sofrimento sem limite também conduzem a alucinações, agressividade descontrolada, porque no fundo nós seres humanos ainda somos animais, e o animal se defende contra-atacando.

Digo isto, porque eu mesma, ainda não me considero velha e caduca, mas já fui tratada com falta de respeito em meus sentimentos por médicos e outros profissionais de saúde. E eu não sou uma desvalida, tenho plano de saúde e uma situação de vida com dignidade.

 

Regina Célia de Souza,  São Paulo, 24 de junho de 2016

banner-topo-produtos-idosos. Produtos e Serviços para Idosos

Add a Comment