Como Envelhecer com saúde e prazer de viver

Como Envelhecer com saúde e prazer de viver

é questão de planejamento

Todos os dias recebemos ou encontramos na internet conselhos sobre Envelhecer com saúde ou envelhecimento saudável, ou ainda, conselhos para viver a vida com alegria e movimento.

Envelhecer com saúde

Existe na internet conselhos para tudo, e visões reais e distorcidas do que é ser mais de 60 ou 70 anos. Concordo que se deva fazer prevenções de saúde, ter estilos de vida saudável, olhar para o mundo com um olhar de otimismo, dar valor aos momentos de felicidade e aconchego, incluindo em tudo isto um planejamento financeiro que não seja calcado em PREVIDÊNCIA SOCIAL.

Os sessentões ou setentões de hoje, que confiaram que ao chegar a idade madura, poderiam descansar de trabalhos árduos, e ter uma vida tranquila se deram mal. Porque de fato, hoje ou ontem a previdência social nunca deu condições de vida tranquila para aposentados. A previdência social é uma ajuda para você se equilibrar na vida, mas de fato para se ter uma velhice economicamente tranquila, todos deveriam no passado, em suas vidas ativas ter plantado possíveis receitas futuras em bens duráveis, em negócios seguros e até em ações de empresas confiáveis.

Mas, de fato, não nos foi dito e nem ensinado ou mostrado enquanto éramos jovens os problemas que encontraríamos no futuro longínquo de nosso envelhecer.

E hoje o que vemos é a maioria dos velhinhos de mais de 65 anos, que se são saudáveis, precisam continuar na luta de trabalhos paralelos para manter-se com dignidade. Entretanto, também tem aqueles que acometidos de doenças incuráveis e consumptivas recebem salários mínimos, não tem um imóvel para sua própria moradia, nem rendas paralelas, nem tão pouco poupanças para se manterem e precisam se submeter a caridade e aos sistemas de assistência médica e fornecimentos de medicamentos precários que o governo INSISTE em dizer que proporciona,  mas de fato, não garante continuidade. Nesta crise  de falência do poder público – os postos de saúde ficaram mais de 6 meses sem entregar um simples anti-hipertensivo. Eu comprei, graças a Deus posso, meus filhos podem, mas quantos velhinhos não podem? E são remédios essenciais, uma pessoa com hipertensão pode ter um avc, um enfarto, uma morte súbita se deixar de tomar o remédio UM DIA – quanto mais 6 meses.

ISTO É IRRESPONSABILIDADE DO GOVERNO.

Diz que dá, mas não dá, diz que faz, mas não garante.

Mas, agora, podemos através da internet e em nossos lares, se nos quiserem ouvir, dizer aos nossos filhos e nossos netos que POUPAR É PRECISO, INVESTIR EM RENDAS EXTRAS, BENS DURÁVEIS, NEGÓCIOS ESTÁVEIS é a única maneira de realmente garantir uma velhice tranquila.

Não basta dar estudos aos nossos filhos, necessário é lhes dar uma visão de vida pelo exemplo de nós mesmos, mostrando que erramos, e que gostaríamos que eles acertassem sempre.

Não adianta, incitarmos os nossos jovens, filhos e netos para correrem às ruas se expondo aos riscos de agressões, depredações, brigas e até morte, para gritar contra a falência da previdência social.

Infelizmente, daqui a 20 ou 40 anos, os jovens de hoje e as crianças que estão por nascer não poderão contar com esta previdência social que foi criada e planejada sem fazer projeções de crescimento populacional e aumento acelerado da expectativa de vida, bem como da diminuição drástica dos nascimentos, fatos que em somatória geral, levarão ao longo do tempo ao um desequilíbrio cada vez maior das contas previdenciárias: menos contribuintes contra MAIS E MAIS usuários de benefícios (ou aposentados) que contribuíram 35 anos e irão viver mais de 30 recebendo os benefícios.

 

Envelhecer com saúde, capacidade física para esportes, viagens e uma vida de prazeres entre grupos de amigos conhecidos e para conhecer

E assim, também, a internet está cheia de conselhos de leigos, de médicos, nutricionistas, psicólogos, fisioterapeutas e todo tipo de profissionais, que tentam nos ensinar como ter uma vida mais saudável.

Então, recebemos no e-mail, no INBOX do Facebook e no Whatsapp receitas miraculosas de:

  • Como baixar o colesterol
  • Como evitar a diabetes
  • Como manter a elasticidade do corpo
  • Como envelhecer com saúde
  • Como perder 10, 20, 30 quilos
  • Exercícios para melhorar a aparência e fortalecer o aparelho cardiorrespiratório
  • Cremes e massagens para disfarçar as rugas
  • Roupas adequadas para senhoras e senhores com mais de 50
  • Casas ideais para pessoas de mais de 60
  • Como evitar quedas dentro de casa
  • Viagens de seus sonhos está na agência X Y Z
  • Faça um curso de inglês para poder viajar
  • Frequente a universidade da terceira idade e expanda seus conhecimentos

Também recebemos artigos que nos falam dos riscos do tabagismo, do uso de bebidas alcoólicas, da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, dos perigos da alimentação gordurosa, do excesso de carboidratos, da necessidade de hidratação com mais de 4 copos de água ao dia.

E nós velhinhos ficamos saturados de informações e conselhos sobre atitudes, hábitos e mil maneiras que PODERÍAMOS ter feito no passado para estarmos agora, fortes e saudáveis tanto física quanto financeiramente para viver a vida que IMAGINAMOS ou GOSTARÍAMOS de viver.

 

Entretanto, a nossa JUVENTUDE não volta para recomeçarmos os planejamentos de vida.

O que não previmos, o que não nos foi ensinado por nossos pais, que eles próprios nunca imaginariam a evolução do mundo e que os seus filhos ou eles próprios iriam viver mais do que nossos avós e bisavós.

Nunca nossos pais nos ensinaram muita coisa porque a vida deles era outra. Os velhos de antigamente viviam sob a proteção dos filhos, dos netos, e amados e respeitados como autoridade.

Moravam geralmente todos numa mesma casa, ou numa mesma fazenda, ou numa mesma vila e se auto cuidavam uns aos outros. O velho mesmo caduco era o chefe até baixar na tumba.

Hoje, os velhos abastados vão para as casas de repouso mantidas a peso de ouro e lá muitas vezes esquecidos, e os velhos com poucos recursos amargam suas dores em suas casinhas e os pobres-paupérrimos são jogados em asilos públicos ou morrem em fundos de favela.

E os filhos? Nem sempre os filhos podem fazer muito. Precisam trabalhar, criar os próprios filhos e lutar contra muitos fatores.

Na época de nossos avós ou nossos pais (1880 a 1960) as doenças não eram prevenidas, a medicina dispunha de poucos recursos e então, chegar aos 60 anos era um heroísmo da natureza pessoal, tendo que vencer com suas próprias forças imunitárias as doenças como GRIPES, PNEUMONIAS E OUTRAS DOENÇAS VIRÓTICAS OU BACTERIANAS.

Então, as pessoas que chegavam a mais de 60 eram pessoas fortes, porque tinham combatido com a própria imunidade as doenças e não através de vacinas de efeito transitório.

O câncer quando descoberto já estava em fase terminal.

Não existia medicina preventiva e nem tampouco medicina que arrasta pessoas com doenças incuráveis por anos de vida em sofrimento por tratamentos invasivos, dolorosos e destrutivos.

Nós, os velhos de hoje, que não recebemos no passado, na hora certa, os treinamentos e nem ensinamentos para prevenir saúde física e financeira, olhamos para tudo e temos certeza de que: é impossível retornar e refazer o caminho com prevenção por cuidados alimentares, evitando a obesidade, a diabetes, o colesterol, ou através de exercícios diários,  e muitos outros atos e recursos necessários para ENVELHECER COM QUALIDADE DE VIDA.

Refazer nossos próprios caminhos já percorridos ao longo da vida não é possível, mas podemos falar e falar, e repetir aos nossos filhos e netos o que aprendemos da vida, para que eles façam da vida deles um melhor caminho,  sofrendo menos na terceira ou quarta idade.

Não estou aqui falando contra a medicina preventiva.

Ela é muito boa, mas é necessário que comece a ser posta em prática até antes das crianças nascerem. Entretanto, a medicina preventiva é  inútil para quem chegou aos mais de 70 cometendo todos os erros do passado, com excesso de tabaco, álcool, trabalho, descontrole emocional e já esteja acometido de câncer, e doenças obstrutiva dos vasos sanguíneos.

Também não estou falando mal da Previdência Social.

Ela é boa para quem vê nela um reforço para suas necessidades na maturidade. Mas, quem pensa que a Previdência Social vai lhe suprir todas as necessidades da velhice, desde renda suficiente para aluguel, alimentação, remédios, vestimentas e ainda sobrar para viagens, lazer, e outras coisas, estará tristemente equivocado.

Por que escrevi este texto sobre Envelhecer saudável?

Porque eu me sinto incomodada com o bombardeio nas redes sociais de sites, blogs e vídeos que falam sobre vida saudável, controles preventivos, emagrecimentos, academias etc.

Sinto-me incomodada porque sei que pelo menos 70% dos velhinhos com mais de 70 hoje, e muita gente com 50 anos, já não tem mais como andar para traz e se prevenir dos erros que já cometeram e que irão influenciar sua qualidade de vida.

Escrevi porque quero propor que nós, os mais velhos de hoje, passemos esta lição aos nossos filhos: HORA DE PREVENIR É NA JUVENTUDE – NA VELHICE NÃO ADIANTA CORRER ATRÁS DE SAÚDE E TÃO POUCO DE ESTABILIDADE FINANCEIRA COM APOIO EXCLUSIVO EM PREVIDÊNCIA SOCIAL.

 

Regina Célia de Souza – São Paulo, 15 de março de 2017

terceira idade loja

 

Add a Comment